Resumão Game of Thrones – Parte 3: A Rebelião de Robert

Estamos chegando bem perto dos acontecimentos da série hein. Esse post vai abordar o evento que marcou o fim da dinastia Targaryen e definiu o elenco de personagens e o rumo da história que acompanhamos na TV. Isso significa que precisamos falar de muitos nomes dessa vez, mas relaxa. TEMOS IMAGENS. (Lembrando que as fotos são da série, que se passa uns 20 anos depois do evento que vamos abordar nesse post)

E TEMOS SPOILERS.

SEMPRE TEMOS SPOILERS!

Tá, primeira coisa: Da Guerra da Conquista até a Rebelião de Robert temos uns 300 anos de dinastia Targaryen. Só que durante esse tempo os dragões foram morrendo, e nessa época já não existiam mais. Esse detalhe é bem importante, porque sem dragão os Targaryens podem até ser desafiados. Com dragão não tinha nem como, né.

O rei nessa época se chamava Aeris II Targaryen, e com o tempo ganhou o apelido de Rei Louco, então dá pra ter uma noção de que esse cara não era boa coisa. Os Targaryens de tanto ficarem nessa de irmãos gerando filhos entre si, a cada geração foi aparecendo um mais maluco que o outro. Aerys foi o auge da loucura Targaryen, ninguém aguentava mais esse cara reinando. Quem por sua vez tava com a moral lá em cima era o seu Mão do Rei, Tywin Lannister. Tá bom pra vocês? Tywin Lannister era Mão do Rei Louco.

Tywin Lannister

 

E diziam as más línguas que quem governava de verdade era ele. E meio que era mesmo, era o Tywin que mantinha a ordem no continente. Alguém tinha que saber o que tava fazendo nessa história, né.

Essa fama do Tywin de ser “quem reinava de verdade” chegou aos ouvidos do Rei Louco, obviamente, e ele resolveu humilhar Tywin nomeando seu filho e herdeiro Jaime Lannister como Cavaleiro da Guarda Real. Uma bela trollada disfarçada de grande honra .

Jaime Lannister

 

Por que isso foi ruim pra Tywin? Ora, os cavaleiros da Guarda Real prestam um juramento de nunca herdar terras e títulos de sua família, nem se casar ou ter filhos. Isso deixou o legado dos Lannisters nas mãos dos seus outros 2 filhos: Cersei, uma mulher, portanto destinada a ser submissa a um futuro marido, e Tyrion, que já nasceu odiado pelo pai por ser anão e que, com Jaime na Guarda Real, passou a ser o primeiro na linha de sucessão de Tywin.

 

Tyrion e Cersei. Lannisters.

 

Ponto pra Aerys. E não foi só essa que ele aprontou pro Tywin não. Tava geral achando que o filho de Aerys, o Príncipe Rhaegar, se casaria com a filha de Tywin, a maluca da Cersei (já pensou, gente?), devido à proximidade das duas famílias desde muitos anos (Tywin foi Mão do Rei por 20 anos). Mas depois que o Rei Louco começou com essa paranoia a respeito do Tywin mandar mais que ele no reino, declarou que a filha do Mão do Rei não seria uma escolha apropriada a um príncipe Targaryen, e casou o filho com Elia Martell, Princesa de Dorne, unindo as duas famílias através de matrimônio, como na época da Conquista de Aegon. Enfim, acabou que Tywin ficou de mal com o Rei e se demitiu do cargo de Mão, voltando a viver em suas terras a oeste, em Casterly Rock. Guardem essa informação porque ele ainda volta nessa história.

Outra família que precisamos descrever pra entender essa história é a própria família Real, os Targaryens. Tinha o Rei louco sentado no trono, casado com a própria irmã Rhaella, seu filho mais velho era o tal do príncipe Rhaegar, e o mais novo Viserys. Sim, aquele chato da primeira temporada.

Viserys Targaryen

 

O Príncipe Rhaegar e Elia Martell tiveram uma filhinha chamada Rhaenys e um filhinho chamado AEGON. Sim o mesmo nome do Targaryen que conquistou Westeros.

E a outra família importante nesse evento são os Stark. O Lord Stark da época era Rickard Stark, e seus filhos eram o mais velho Brandon, a maravilhosa Lyanna, nosso queridíssimo Eddard carinhosamente conhecido como Ned, e o caçula Benjen.

Eddard (Ned) Stark e Benjen Stark

 

Agora podemos falar sobre o evento que gerou o cenário geral que vemos na série. A Rebelião de Robert.

Robert Baratheon

Robert Baratheon iria se casar com a irmã de seu best friend Ned Stark: Lyanna. O Príncipe Rhaegar Targaryen já era casado com Elia Martell, lembra? Vamos com calma agora. Um belo dia houve um torneio reunindo várias pessoas importantes do reino, e o vencedor desse torneio sempre ganhava uma coroa de flores para oferecer à mulher mais bonita do evento. Rhaegar Targaryen venceu o torneio, recebeu a coroa de flores, passou direto lindamente pela própria esposa e deu o presente pra Lyanna Stark. Climão.

Torneio típico medieval chamado Justa. Foi num desses que a cena constrangedora aconteceu

 

Depois dessa, o Príncipe apaixonado acabou “sequestrando” Lyanna e fugindo. As aspas aqui são pra dizer que esse “sequestro” foi a interpretação de quem tava de fora, em especial Brandon Stark, o irmão mais velho de Lyanna, e o próprio Robert Baratheon que era apaixonado por ela, sua prometida. Mas aos poucos vamos descobrindo na série que Lyanna fugiu com Rhaegar porque se apaixonou por ele, e os dois estavam super de boas escondidos do mundo em uma torre em Dorne, vivendo mó continho de fadas. Mal sabiam que o mundo lá fora tava caindo por causa deles.

Torre da Alegria (ahuauhauhah)

 

O primeiro a tirar satisfação foi Brandon Stark, que foi pessoalmente ao Rei Aerys Targaryen cobrar uma atitude com relação a sua irmã “sequestrada” pelo Príncipe. O Rei, que já tava no auge da sua loucura, não aceitou bem esse enfrentamento e o prendeu. Ainda convocou o pai dele, Rickard Stark, pra responder pela filho abusado. Quando o pai chegou, ambos foram mortos no maior estilo Jogos Mortais. O pai pendurado, fogo embaixo dele, o filho preso à mesma corda só que pelo pescoço, puxando o pai pra cima pra evitar que ele fosse queimado. Rickard acabou morrendo queimado e Brandon enforcado. E tinha platéia, tá?

Foi assim que Ned e Robert se uniram em uma rebelião pra tirar esse maluco do trono e acabar com os Targaryens.

Bom, Ned e Robert tiveram o apoio de John Arryn, Lorde do Vale, que praticamente criou os dois juntos. O Lorde Tully das Terras Fluviais também ajudou, já que sua filha Lysa Tully se casou com John Arryn, e sua filha Catelyn Tully se casou com Ned. Ou seja, Os targaryens já não tinham muito apoio pra manter esse trono, especialmente com os Lannisters se mantendo neutros durante quase toda a guerra. Quase toda.

Quando o Príncipe Rhaegar, que foi convocado de sua linda Torre da Alegria pra liderar o exército Targaryen na guerra, morreu em combate enfrentando o próprio Robert e seu famoso martelo de guerra, O lado vencedor já estava claro. E com isso, o lado dos Lannisters também estava claro. Tywin vestiu a maior cara de pau do continente, voltou pra Capital oferecendo ajuda ao Rei Louco, que adorou porque tava precisando desesperadamente de aliado, e a cidade recebeu os Lannisters de portas abertas. Tywin saqueou a cidade toda e mandou Gregor Clagaine – O Montanha matar os Targaryens.

Gregor Clagane – O Montanha

 

O Rei exigiu que Jaime, filho de Tywin que estava servindo ao Rei como Guarda real, trouxesse a ele a cabeça de seu próprio pai traidor. Jaime pediu que ele se rendesse porque ele sabe o pai que tem. Deu a louca no Louco, ele mandou incendiar a cidade toda com fogo vivo, que era uma substância altamente inflamável que ele mantinha espalhada pelos túneis subterrâneos da cidade pra queimar tudo, na falta de dragões. “queimem todos eles!” foram suas últimas palavras, enquanto Jaime o matava pelas costas pra salvar a cidade e ironicamente perder sua honra, tornando-se o cavaleiro que quebrou seus votos e matou o Rei a quem jurou proteger. Pra sempre “kingslayer”.

Aerys Targaryen – O Rei Louco, gritando loucamente

 

O Montanha entrou, matou os dois filhos de Rhaegar na frente de sua esposa apavorada. Depois a estuprou e matou também. Tywin ofereceu essas mortes aos líderes da rebelião como prova de lealdade, e Robert Baratheon, novo rei de Westeros, aceitou se casar com Cersei, sua filha rejeitada pelos Targaryens, selando a aliança Baratheon-Lannister.

Cersei Lannister e Robert Baratheon depois de muitos anos de “amor”

 

A Rainha viúva do Rei Aerys, Rhaella, fugiu pra Pedra do Dragão, antiga moradia dos Targaryens, de onde eles saíram pra conquistarem Westeros, como vimos na Parte 2 do nosso Resumão. Conseguiu chegar lá levando seu filho sobrevivente, Viserys, e estava grávida de uma menininha que se chamaria DAENERYS (finalmente apareceu na história).

Daenerys Targaryen

 

Durante uma tempestade, a criança nasceu (por isso nascida na tormenta) e sua mãe morreu no parto. As crianças Viseryon e Daenerys foram levadas em segurança por aliados dos Targaryens até Essos, do outro lado do Mar Estreito e a salvo da fúria de Robert, que queria matar todos os Targaryens. Especialmente quando soube que Lyanna, sua amada, morreu durante a guerra. foi tudo em vão.

Os irmãos Targaryens sobreviventes, já a salvo no outro continente

 

Ned encontrou sua irmã Lyanna ainda viva e protegida por Guardas Reais, que o falecido Príncipe Rhaegar havia deixado lá durante sua ausência na guerra. Um deles era conhecido como A Espada da Manhã, um dos mais incríveis Cavaleiros que já viveu.

Arthur Dayne – A Espada da Manhã, sendo vencido por Ned Stark e Howland Reed

 

Ned o venceu com a ajuda de Lord Reed, que é nada mais nada menos que o pai dos irmãos Jojen e Meera Reed, que na série ajudam Bran, filho de Ned, em sua jornada.

Meera Reed e Jojen Reed

 

Lyanna estava a beira da morte após um parto complicado, e seu irmão Ned vê então o produto dessa “alegria” toda que rolou na Torre: um filho do Príncipe Rhaegar.

O jovem Ned segurando seu sobrinho recém nascido, e sua irmã Lyanna morrendo

 

Ela diz a Ned o nome da criança (que também é Aegon, porque o outro pequeno Aegon já tinha sido morto pelo Montanha, e ela sabia que o Príncipe cismou que tinha que ter um filho chamado Aegon) e pediu que seu irmão o protegesse de Robert, já que um filho de Rhaegar, mesmo fora do casamento, seria um possível pretendente ao trono um dia. Ele escolheu criar o menino como seu, fingindo que era fruto de uma traição, pois ele já era casado com Catelyn, manchando sua honra como marido leal e dando origem ao maior spoiler da sua vida se você estiver lendo isso antes de saber dessa história: batizou o menino de JON SNOW, que na verdade seria filho bastardo de Rheagar, nascido em Dorne e consequentemente seria um Sand, não Snow (todo bastardo de Dorne tem sobrenome Sand, como todo bastardo do Norte tem sobrenome Snow).

You know nothing, Aegon Sand

 

Acontece que essa informação bombástica ainda vem em cascatas. Jon Snow NÃO É um filho bastardo de Rheagar. O Príncipe secretamente pediu a um Meistre para anular seu casamento com Elia Martell e realizar um casamento oficial com Lyanna, fazendo com que Jon Snow seja na verdade filho legítimo e herdeiro do Príncipe Targaryen. Mais legítimo até do que Daenerys, sua tia (AUHUHAAUH)

You know nothing… OMG! AEGON TARGARYEN!

 

Pronto, gente. É muita informação mas não sei se tinha uma forma menos difícil de contar isso tudo. Ned se tornou o Lord Stark, protetor do Norte. John Arryn foi nomeado Mão do Rei Robert. As crianças Targaryen foram criadas em segurança em Essos. John Snow cresceu achando que era filho de Ned com uma mulher que podia ser uma prostituta, já que Ned se recusava a contar a ele sobre sua mãe. Os Martell de Dorne passaram a odiar com todas as forças os Lannisters pelo que o Montanha fez com Elia Martell e seus filhos. Os Lannisters, por sua vez, conseguiram finalmente chegar ao poder quando Cersei virou a Rainha de Westeros.

Na parte 4 vamos começar a narrativa da série EM SI, que começa em pleno verão. Um verão longo. E dizem que verões longos são seguidos por invernos longos. E que um longo e rigoroso inverno traz consigo criaturas que muitos já acreditavam ter sumido de Westeros. Mas elas estavam apenas dormindo, aguardando.

AGUARDEM!

Post Author: Felipe Lyrio

Deixe uma resposta