Resumão Game of Thrones – Parte 7: Valar Morghulis, Dracarys e Vidro de Dragão

Vimos a Guerra dos 5 Reis no post anterior, mas a segunda temporada de Game of Thrones tem ainda 3 narrativas muito importantes acontecendo em paralelo à guerra. Vem Daenerys! Vem Snow! Vem Arya!

 

SPOILERS! SPOILERS!

 

ALÉM DA MURALHA

Snow termina a primeira temporada indo com seus irmãos juramentados para o Norte, investigar os selvagens. No caminho eles se hospedam na casa de Craster, um selvagem medonho que tem um acordo lá com a galera da muralha. Eles não o atacam, ele permite hospedagem de geral quando precisam, e assim se entendem já há alguns anos. Lá eles recebem a informação de que Mance Rayder, um ex-patrulheiro, está reunindo vários clãs diferentes de selvagens. Milhares de rivais se unindo sob sua liderança. Estranho.

A cara do bizarrão que engravida as próprias filhas

 

Os Corvos ficariam mais um tempo hospedados ali, contanto que não mexessem com as filhas de Craster, ou o desrespeitassem de qualquer forma. Sam quase estragou tudo se aproximando de Gilly, uma das filhas de Craster, grávida, apavorada com o que seu pai faria com seu filho caso desse à luz um menino. Ela pede ajuda a ele, ele fala com Snow e Jon recusa ajuda pra não arranjar problema. Mas Jon vai e consegue arranjar um problema com Craster ele mesmo, depois.

Muito charme pro Sam conseguir resistir

 

Todos sabiam ali que as muitas filhas de Craster são também suas esposas. Essa bizarrice eles já tinham engolido. Mas o que será que ele faz com os meninos que nascem, se só tem meninas ali? Bem quando eles começam a se questionar a respeito disso, uma das filhas de Craster dá à luz um menino, e Jon resolve seguir Craster pra descobrir o que ele faz com os garotos. Ele vê Craster deixando o bebê na floresta e um Walker vindo pra pegá-lo. Na volta, Craster percebe que foi seguido, despista Jon e o acerta, nocauteando o fofoqueiro. Ele exige que os Patrulheiros vão embora imediatamente. Jon fica super irritado que o Comandante aceita a expulsão de boas, sem fazer nada a respeito da barbaridade que Craster faz com os bebês, e então percebe que seu Comandante já sabia disso tudo. Craster compra a proteção dos Walkers com seus próprios meninos, e sua proteção é importante pro pessoal da Muralha, que tem sempre abrigo em sua casa.

You know nothing Jon Snow, fica quieto

 

Eles vão embora e chegam num outro abrigo, a céu aberto mesmo, chamado Punho dos Primeiros Homens. É tipo um ponto estratégico usado pela Patrulha desde sempre. Lá eles encontram com um Patrulheiro de outra Fortaleza, não de Castle Black. Eles combinaram de se encontrar lá porque esse cara, chamado de Qhorin Meia-Mão, ficou de trazer mais informações sobre Mance Rayder. Ele conta que em pouco tempo o grupo de selvagens liderado por Mance chegaria ali, caso esse grupo da Muralha fosse descoberto ali, porque um grupo pequeno de selvagens estava de vigília por perto, e se eles descobrem, avisam o resto do pessoal. O plano então seria ir com um grupo também pequeno, pra não chamar atenção, e abater esses selvagens pra evitar que eles mandassem a notícia de que um grande grupo de Patrulheiros se encontra ali. Snow pede pra ir junto e vai, doido pra mostrar serviço.

Qhorin sinistrão

 

Eles atacam o grupo e matam todos, menos uma mulher, porque Snow não teve coragem de matá-la ali na hora. Eles seguem achando que Snow terminaria o serviço sem ser na frente deles, mas Ygritte o engana, sensualiza, e quando surge uma oportunidade ela foge e se encontra com outros amigos dela. Jon fica cercado, longe de seus amigos, que acabam quase todos mortos. Ele é levado vivo pra Mance, enquanto outro grupo de selvagens leva cativo Quorin.

Mimimi nunca peguei mulher buá buá

 

Quando os dois grupos se encontram, Quorin simula uma briga com Snow pra que Jon o matasse, convencendo os selvagens de que Jon é um traidor. Só assim um deles teria chances de sobreviver, e ainda continuar infiltrado no exército inimigo, obtendo informações. Jon chega finalmente na base dos selvagens, onde uns 100 mil se reunem sob a liderança de Mance. Na terceira temporada vemos Snow e Ygritte se envolvendo e participando do ataque dos selvagens à Muralha.

Simulação de briga matando de verdade

 

Enquanto isso, no Punho dos Primeiros Homens, o restante dos Patrulheiros aguarda notícias de Quorin e seu grupo, mas não recebem nenhuma, concluindo que morreram, junto com Snow. Sam e uns amigos cavam latrinas no gelo e acham uma sacola antiga, deixada ali provavelmente por Patrulheiros de zilhões de anos atrás. Ela contém armas feitas de Vidro de Dragão.

Já falamos sobre isso. Servem pra matar walkers, mas a galera não sabe disso ainda

 

A trombeta dos Patrulheiros soa 3 vezes pela primeira vez desde sei lá quando para avisar sobre a aproximação de Walkers, e o grupo foge do Punho dos Primeiros Homens de volta pra Muralha. Sam fica pra trás, óbvio, com a sacola de Vidro de Dragão e vê o exército dos mortos passando por ele.

Não entendi porque ignoraram o Sam. Será que os walkers não levam nosso herói medroso a sério?

 

HARRENHAL

Após a morte de Ned, Arya consegue fugir da capital disfarçada de menino com a ajuda de Yoren, um patrulheiro que tava voltando pra Muralha levando uns homens pra trabalhar lá. Gendry, com a ajuda de seu mentor, também foge na mesma caravana pra não morrer no massacre dos bastardos do rei Robert. É o início de uma bela amizade.

Olhares de quem tá claramente devendo

 

No caminho pra Muralha, a caravana é abordada por homens de Joffrey procurando por Gendry, pra terminarem o serviço de matar os bastardos todos de Robert. Descobriram que ele fugiu. Yoren não o entrega e eles, irritados, prometem voltar. Arya se assusta porque tinha pensado que os homens estavam atrás dela, e não dele. Ela se revela pra Gendry como filha de Ned Stark.

I’M NOT A LADY!

 

Uma noite dessas, sem conseguir dormir com ódio de todos que estavam envolvidos na morte de seu pai, Arya aprende com Yoren a repetir os nomes de seus inimigos antes de dormir, como um mantra. Nesse momento nasce a lista de Arya. Cersei, Joffrey, Illyn Payne (o carrasco que cortou a cabeça de seu pai), Maryn Trant (o Guarda Real que matou seu professor de esgrima), O Cão de Caça (por ter matado seu amigo que estava brincando de espada com ela, e que gerou a confusão com Joffrey). Foi a última lição de Yoren, pois ele morre logo depois quando os mesmos guardas de antes invadem o abrigo da caravana.

Cersei… Joffrey… Illyn Pay…………zzz

 

Eles levam Arya, Gendry e Torta Quente. Arya chegou a ajudar 3 caras que eram levados pela comitiva dentro de uma jaula a fugirem, porque eles morreriam no incêndio causado pelo ataque dos guardas. Mas eles foram capturados e levados também.

A man is Chuck Norris

 

Poliver, um dos guardas principais, fica com a espada de Arya, chamada Agulha, presente de seu irmão Jon Snow. Ele a usa pra matar um dos meninos que acompanhavam a caravana e que havia pedido ajuda a Poliver pra continuar andando, depois de um ferimento na perna, entrando assim pra lista da Arya também. Arya mente pra ele dizendo que o bastardo que procuravam era esse menino, já morto por Poliver, salvando Gendry. De qualquer forma, todos eles são levados prisioneiros a Harrenhal, base dos Lannisters na guerra.

Aguarde, Poliver

 

Chegando na fortaleza eles são todos postos com o resto dos prisioneiros que já tavam lá. Um grupo, liderado pelo Montanha, é responsável por torturas dos prisioneiros pra conseguirem informações sobre o paradeiro da Irmandade sem Bandeiras, que é o grupo liderado por Beric Dondarrion enviado pelo próprio Ned para prender o Montanha, quando Ned ainda era Mão do Rei Robert.

Tem um rato dentro do balde. Adivinha por onde ele tenta escapar do calor.

 

Na vez de Gendry ser torturado, Tywin Lannister volta das batalhas e muda tudo. Ordena que os prisioneiros sejam usados como mão de obra. Torta Quente vai pra cozinha, Gendry pra forja, Jaqen vira soldado e Arya copeira do próprio Tywin.

Esses 2 rendem alguns dos melhores diálogos da temporada

 

Arya encontra Jaqen e ele oferece a ela uma recompensa por ter salvo a ele e seus companheiros do incêndio: Ele pagaria as 3 vidas que ela salvou com 3 mortes que ela escolhesse. Ela escolhe o torturador que trabalhava pro Montanha, e ele aparece morto.

Escolhe um nome e PAH

 

Depois ela ouve Tywin mencionando uma carta sobre seu irmão Robb e resolve furtá-la, mas um guarda descobre e ela foge, procurando Jaqen. Ao encontrá-lo, ela dá o nome de seu perseguidor, que morre com a carta na mão, entrando na sala de Tywin pra denunciá-la.

Tywin decide atacar Robb e Arya dá seu nome a Jaqen, que não consegue garantir a morte de Tywin tão rápido quanto Arya precisava. Ela dá o nome dele próprio pra chantageá-lo, e ele fica sem opção a não ser ajudá-la a fugir com seus amigos, o que com certeza iria requerer mais de uma morte. Ele marca um horário no portão da Fortaleza e eles passam pelo local combinado, vendo os soldados mortos por Jaqen.

A cara de quem se importa com honra

Já livres de Harrenhal, os 3 amigos encontram Jaqen na estrada e ele se oferece pra treinar Arya em Bravos. Ela se recusa porque ainda precisa ajudar a família em Westeros, e ele então a entrega uma moeda de Bravos e lhe ensina a expressão Valar Morghulis, e diz que todos lá saberão onde encontrá-lo assim, caso ela mude de ideia um dia. Então ele troca de rosto como se tirasse uma máscara e vai embora.

TI-RA! TI-RA!
… OH NO BOTA DE VOLTA

 

 

QARTH

Daenerys e seu povo passam fome e sede no deserto tentando achar qualquer lugar decente, e ela resolve mandar procurarem ajuda em volta. Um deles volta sem cabeça porque encontrou um khalasar rival, mas um voltou com boas notícias. A cidade de Qarth ficaria honrada em receber a mãe de dragões, se ela mostrasse a eles os dragões.

Água… comida… trono…

 

Ela leva seu povo até lá e é recebida pelos 13 representantes da cidade, que recusam sua entrada deixando-a pra morrer com seu povo do lado de fora. Apenas um dos 13, Xaro Xhoan Daxos, se responsabiliza sozinho pela entrada dela na cidade.

Os 13, sendo que na foto só tem 12. Na verdade só 3 são relevantes pra história.

 

Xaro a pede em casamento e oferece dinheiro em troca, pra que ela possa conquistar Westeros. Ela se recusa.

O colar é a chave do cofre dele, supostamente contendo toda sua riqueza

 

Ela quer navios pra ir pra Westeros, e resolve pedir a um dos 13. Ele recusa, e quando ela volta pro seu quarto de hóspedes encontra vários de seu povo mortos, e Doreah, uma de suas amas, sumida, assim como seus 3 dragões.

WHERE-THE F***-ARE-MY-DRAGONS!?

 

Ela vai ao encontro dos 13 porque sabe que foram eles que sequestraram seus dragões, mas Xaro e um mago estranho que também faz parte dos 13 matam todos os outros e assumem o controle da cidade. Esse mago bizarro ainda diz que foi ele que pegou os dragões e chama Daenerys pra encontra-los em sua torre. Armadilha clara. E ela vai.

Visivelmente confiável

 

Khaleesi chega na torre e entra sozinha. Uma magia louca despista os seus acompanhantes, que acabam não conseguindo entrar. Ela passa por vários ambientes com visões estranhas. Tinha cena do trono de Westeros coberto de neve, Drogo no deserto com seu filho perdido no parto como se ainda fossem vivos, mas ela passa por todas as visões e foca em pegar os dragões de volta. Até chegar numa sala onde o mago a espera com seus 3 lagartinhos presos. Algum truque do cara faz com que ela também ficasse algemada, e ele revela pra ela que o renascimento dos dragões em Westeros reviveu a magia no continente, e que seus dragões são mais fortes na presença dela. Então ela ficaria ali pra sempre pra fortalecer os dragões, enquanto ele, mago com seus poderes aumentados pelo renascimento dos dragões, ficaria ainda mais forte tendo posse dos três. Só que ela manda um Drakarys e eles cospem fogo no cara. Vai virar padrão isso aí, e nós gostamos.

O primeiro Drakarys a gente nunca esquece. Mentira, geral já esqueceu, os outros foram bem melhores.

 

Ela volta pro quarto de hóspedes de Xaro e o encontra com Doreah, que a traiu e ajudou no sequestro dos seus filhotinhos. Ela arrasta os 2 até o cofre de Xaro com a chave, e onde deveria ter toda a riqueza do cara, não tem nada. O kaozeiro pobre é aprisionado com Doreah dentro do cofre. Daenerys não desiste da ideia de roubar dinheiro dele e saqueia sua casa pra vender os objetos de valor. Deu pra comprar um navio. Viva!

E assim termina a segunda temporada. Snow infiltrado entre os selvagens e curtindo a companhia da Ygritte, Arya indo com seus amigos encontrar sua família, Daenerys tentando montar um exército em Essos, Robb casado com quem não devia, Renly morto pelo irmão, os Greyjoy se espalhando pelo Norte mas Theon aprisionado por Ramsey. Stannis, derrotado, se irrita com Melisandre mas ela mostra a ele uma visão no fogo e ele consegue ver o que ela vê. Fica mais fanático que nunca. E Tywin Lannister depois que chegou em Porto Real salvando o dia e acabando com a batalha, reassume seu cargo de Mão do Rei deixando Tyrion sem poder mais nenhum, sem ninguém saber que foi ele quem salvou a cidade antes de seu pai, e cheio de inimigos em volta incluindo sua irmã, que foi quem mandou matá-lo durante a batalha, e o rei Joffrey doido pra retribuir as afrontas do tio. Ah e com uma cicatriz caprichada.

A união prometida de Joffrey com Sansa é desfeita e ele passa a ser noivo de Margaery Tyrell como Baelish sugeriu, e por trazer os Tyrell pra família e salvar os Lannisters, Mindinho ganhou Harrenhal, finalmente virando lorde de verdade, com castelo e tudo. Assombrado, mas quem se importa? Não ele. E Sansa coitada, achando que estaria livre de Joffrey só porque não precisa mais casar com ele… mal sabe que agora mesmo é que ele vai querer fazer o inferno na vida dela.

Aliás a terceira temporada é dos casais e casamentos. Mas não é tipo final de novela não, é só tristeza e sangue. É Game of Thrones só para os fortes. Até lá!

See ya

Post Author: Felipe Lyrio

Deixe uma resposta